Audiência do OP lota Escola de Vida Nova

Audincia do OP lota Escola de Vida Nova

“Esse é momento importante que faz valer o direito de defender nossa comunidade. É a prática da valorização da cidadania”, afirmou Ana Lucia, moradora do Jardim Ipitanga, ressaltando a importância da presença da população nas audiências do Orçamento Participativo.

Nesta terça-feira (14) com o pátio da Escola Municipal de Vida Nova lotado, a comunidade elegeu as prioridades do OP para as localidades de Caji Caixa D´Água, Quingoma, Jardim Castelão, Vida Nova e Jardim Ipitanga.  As prioridades escolhidas foram a instalação de uma creche no Jardim Castelão, a revitalização da Praça da Mangueira, em Vida Nova, e a pavimentação de ruas que serão definidas no fórum de delegados. A macrorregião de Vida Nova elegeu 23 delegados.

 A prefeita Moema Gramacho, que foi homenageada pelo Coletivo de Vida Nova com uma apresentação de dança, resgatou ações das suas gestões anteriores, muitas delas definidas em audiências do OP. “A participação popular pra mim é fundamental pra buscar uma sintonia e saber onde será empregado o dinheiro que é do povo. E se vocês estão aqui é porque entendem que são empoderados”.

Moema lamentou que alguns serviços implantados na sua gestão foram desativados pela gestão passada, como a Clínica da Família. Fladimir Nascimento disse que a população respeita o mandato da atual gestora e acredita que ela vai olhar para a região. “Se estamos aqui hoje é porque confiamos no trabalho da nossa prefeita”.

A audiência, comandada pela coordenadora de Gestão Participativa, Leydi Regis, teve uma participação ativa de lideranças da comunidade, que traçaram uma radiografia da situação local. “Nos últimos anos, muita coisa foi fechada. Um retrocessol”, lamentou o líder comunitário Antônio Celestino. Na associação que ele presidia na época, funcionava um consultório odontológico mantido pela Prefeitura. A parceria foi cancelada logo no início da gestão anterior.

A próxima audiência do Orçamento Participativo será realizada na Escola Edvaldo Boaventura, em Areia Branca, na próxima quinta-feira (16), às 18h. A audiência vai ouvir as comunidades do Quingoma, Ciamar, Capiarara, Jaíba, Areia Branca e Jambeiro.