Outubro Rosa: Sessão especial é marcada por histórias de superação

Outubro Rosa: Sesso especial  marcada por histrias de superao

Relatos das mulheres que tiveram a história de suas vidas traçada pela superação e vitória na luta contra o câncer de mama marcaram a sessão especial em alusão ao Movimento Mundial Outubro Rosa. O plenário da Câmara Legislativa de Lauro de Freitas abriu seus microfones na noite desta sexta-feira (6), para ecoar a voz daquelas que, tomadas de encorajamento e inspiração, foram protagonistas de suas histórias cheias de garra e vontade de viver.

Na mesa da sessão, rostos conhecidos de mulheres que exercem papéis de destaque na cidade. Entre elas, a prefeita Moema Gramacho. Em 2008 a gestora descobriu a doença através de uma mamografia de rotina. Emocionada, Moema declarou que o apoio da sua família, em especial sua filha Michele Gramacho, e dos amigos foi fundamental para seu fortalecimento e disposição de enfrentar o problema. "Estava em plena campanha eleitoral e enfrentei muitos desafios. Não é fácil para uma mulher perder seus cabelos. Mas a dor nos dota de força", contou.

Segunda no ranking das estatísticas que revelam ser o câncer de mama a enfermidade que mais mata mulheres no mundo, de acordo com a médica mastologista e palestrante Virgínia Freitas, se detectado na fase inicial a doença tem número elevados de cura. A doutora explicou que a mamografia reduz a mortalidade em até 19% dos casos. " É preciso estarmos atentos aos sintomas mais comuns. Nódulo endurecido, vermelhidão dos seios, retração da pele no entorno do bico são os mais comuns. A mamografia deve ser realizada anualmente depois dos 40 anos", alertou.


A bióloga e ativista feminina Teresinha Barros superou a doença, que se manifestou em seu corpo de maneira sutil. Ela contou que o tumor foi diagnosticado com apenas 0,8mm. " Em nenhum momento me entreguei ou deixei de trabalhar. Retirei as mamas e preenchi com silicone", explicou. Para a advogada Lígia Maia o sentimento aguerrido é semelhante. "Valorizo e vivo cada dia de minha vida com atenção. Não me interesso pela quantidade de dias que ainda tenho para viver. Eu sei que serão intensos", declarou.


Descoberto o nódulo no seio esquerdo no início deste ano, a vereadora Maria Augusta, dividiu sua experiência e maneira encontrada de encarar a doença. "No começo foi difícil, é dolorido, não conseguia pronunciar nem o nome da doença", contou. A dor foi igual na vida da enfermeira Rejane Silveira. "Entrei em choque ao ser comunicada pelo médico. O apoio dos meus amigos e família foi fundamental para me fortalece", lembrou.


Encabeçada pelas vereadoras Naide Brito e Mirian Martinez, a sessão relembrou as campanhas de incentivo ao auto exame e mamografias nas gestões anteriores de Moema a frente do Executivo. Em 2009, o movimento Toque Pela Vida ampliou o acesso aos procedimentos que culminou na compra do mamógrafo de Lauro de Freitas, um dos primeiros adquirido por um município na Bahia.   Outro marco, a campanha Mulheres de Peito Aberto, em 2011, estampou nas paredes do Restaurante Popular fotos de mulheres acometidas pela doença e curadas.


Outubro Rosa

Até o final deste mês a secretaria de Políticas para Mulheres (SPM), realiza a Blitz Rosa.  A ação tem objetivo educacional de levar informação abordando mulheres em pontos estratégicos da cidade. "Vamos destribuir material explicativo e conversar com elas", explicou a secretária da SPM Bárbara Chaves.
A cidade também ganhou iluminação especial em monumentos, postos de saúde e passarelas. Os tons de rosa lembram a importância da realização do exame com a periodicidade orientada.

As mulheres da cidade também terão a oferta dos exames de mamografia ampliados com o mutirão de mamografia. Até o dia 28 de janeiro a carreta estará estacionada no Complexo 2 de Julho na Itinga executando também exames preventivos. Os atendimentos são feitos por demanda aberta ou encaminhados pela Central de  Regulação.

A ação realizada em parceria com o Sesc, atenderá mulheres com idades entre 40  e 60 anos. Para atendimento é necessário estar munidas de RG, comprovante de residência e cartão do SUS.
No Centro, a carreta da Delfin, atenderá no estacionamento do Restaurante Popular de 13 a 21. O resultado dos exames serão entregues 45 dias após a realização do exame.