Prefeitura dialoga com movimento social e atende demandas

Prefeitura dialoga com movimento social e atende demandas

“A sociedade civil são os olhos do governo”, declarou a prefeita Moema Gramacho durante encontro com representantes do Movimento Municipal de Luta da Pessoa com Deficiência e Mobilidade Reduzida, na tarde desta terça-feira (8), em seu gabinete. Como parte das ações prioritárias do governo, a chefe do executivo de Lauro de Freitas ouviu os anseios e logo após encaminhou as demandas emergenciais para serem solucionadas.

Entre os itens da pauta de reivindicações, o Movimento que é composto por sete associações, solicitou o retorno do Conselho Municipal da Pessoa com Deficiência e a reformulação e reimplantação do Plano Municipal da Pessoa com Deficiência e Idosos. “Estas diretrizes foram inseridas em Lauro de Freitas nas minhas gestões e suprimidas pelo governo passado. Agora vamos sentar com cada secretaria que compõe o processo para a reconstrução destas ações”, explicou a prefeita.

A advogada e militante da causa, Kattia Oliveira, pontuou que algumas ações do Movimento têm sido realizadas em conjunto com a Secretaria da Juventude (SEJU). “Nós participamos do programa Praia Acessível e da Caminhada das Pessoas com Sindrome de Down. Hoje somos mais de 2 mil associados atuantes na cidade e com destaques nacionais como a youtuber Cacai Bauer e o paratleta maratonista Jadson Souza Domingos”, disse.

Em resposta aos movimentos, a prefeita informou que em Lauro de Freitas os transportes coletivos serão adaptados às necessidades dos cadeirantes ou pessoas com mobilidade reduzida. A restruturação acontecerá ao mesmo tempo em que o metrô chega á cidade. De acordo com Moema, uma licitação está em curso para modernizar o sistema e interligar ao novo modal.  “Além da estrutura física, é necessário também que seja criada uma nova cultura de respeito aos idosos e da pessoa com deficiência”, salientou.

 

Novos rumos

Lauro de Freitas segue o passo de desenvolvimento acessível das grandes metrópoles mundiais. Prova disto, é a criação do Selo de Respeito a Pessoa Idosa pela Secretaria de Desenvolvimento Social e Cidadania (SEMDESC). O projeto de gestão prevê o credenciamento de estabelecimentos e serviços a partir da execução dos critérios para a classificação. “Estamos avançando com a implantação do Selo dialogando com as secretarias envolvidas para até o final deste mês inserir a ideia em espaços da comunidade”, conta a assistente social da SEMDESC, Cássia Vieira.

Outra grande realização é a adaptação das Aldeias S.O.S para receber a Casa dos Conselhos, Ronda Maria da Penha e Sede da 52ª CIPM transformando o local em um espaço destinado as ações de segurança e social. “A base do nosso governo é a construção em parceria com a população, ouvindo as demanda e atendendo as necessidades. Também estamos estudando a possibilidade de incluir nos critérios das licitações para empresas prestadoras de serviços, a obrigatoriedade na destinação de vagas para pessoas com deficiência, reforçando a lei federal já existente porém muitas vezes não executada”, finalizou a prefeita.