Prefeitura reafirma compromisso com eleição direta de diretores escolares e vices

Prefeitura reafirma compromisso com eleio direta de diretores escolares e vices

Sancionada durante a primeira gestão da prefeita Moema Gramacho à frente do Executivo municipal, a lei que garante o processo de eleição direta para diretores e vices das escolas da Lauro de Freitas será reencaminhada ao Legislativo para revalidação. A decisão foi comunicada pela gestora durante reunião na tarde desta quarta-feira (6), com representantes da Associação de Professores de Lauro de Freitas (Asprolf).

Suprimida entre os anos de 2013 a 2016, a lei garantia a escolha democrática da gestão escolar com o voto de pais, alunos e corpo docente das unidades de ensino. "Este pleito não é apenas da categoria, mas um compromisso meu que sou propositora. Vamos fazer eleições diretas e construir isso juntos", afirmou.

Dando sequência as negociações dos processos administrativos de parte da categoria, a prefeita enfatizou a necessidade e o interesse em estar presente nas reuniões da comissão que analisará esse material. "Os trâmites para este assunto seguem o curso esperado. A postura da gestão permanece voltada a manutenção do diálogo com disposição na resolução das questões", declarou o secretário da Educação (Semed), Paulo Gabriel Nacif.

Nacif informou que a Semed está em vias de construção do Projeto Político Pedagógico (PPP), instrumento que define a proposta pedagógica, o plano de ação, objetivos e metas a serem alcançadas pela escola. "Estamos debatendo com os diretores e coordenadores das escolas com o objetivo de fomentar e estabelecer diretrizes do PPP para a educação fundamental de Lauro de Freitas", finalizou.