SEMED capacita cuidadores que atuam na inserção de jovens com deficiência em sala de aula

SEMED capacita cuidadores que atuam na insero de jovens com deficincia em sala de aula

Os instrumentos pedagógicos que facilitam o processo de inserção de jovens com deficiência no processo de aprendizagem foram apresentados no III Encontro de Formação Continuada para Profissionais de Apoio Escolar – Cuidador/a, promovido pela Secretaria Municipal de Educação (SEMED) por meio do Núcleo de Educação Especial. Iniciado nesta terça-feira (10), no Centro de Formação Continuada (CEFOC), em Itinga, o encontro, que segue até sexta-feira (12), é mais uma oportunidade para que cuidadores da rede municipal de ensino possam qualificar seu trabalho, aperfeiçoando as estratégias de inclusão, desempenho e desafios presentes no dia a dia do estudante com deficiência.

O encontro promove a discussão de temas referentes à função, deveres, práticas e objetivos do profissional de apoio escolar, explica a coordenadora do Núcleo, Fátima Vale. “A formação apresentada aos cuidadores é extremamente importante, pois busca enfatizar a dimensão humana do seu trabalho e esclarece sobre os recursos e instrumentos pedagógicos que o profissional pode usar para o cuidado do aluno com deficiência na escola regular”.

Durante a formação foram apresentadas aos participantes práticas que auxiliam na comunicação do estudante com o ambiente escolar e orientações na condução das atividades e inserção do aluno deficiente com os demais colegas. Discutindo essas temáticas, a autora do livro O Fantástico Mundo do Autista, Patrícia Teodolina, falou sobre o papel do cuidador dentro da sala de aula. “Considerando as questões sociais que envolvem os alunos numa escola e a presença de uma criança com determinada patologia, apenas o professor não pode dar conta de toda essa demanda. Trazer um profissional preparado para auxiliar esse professor é fundamental para que tenhamos uma inclusão de verdade”, afirma.

Cuidadora há cinco anos na rede municipal de Lauro de Freitas, Daniela Correia, da Escola Santa Rita, acredita que seu trabalho é significativo na inclusão do aluno com deficiência. “O meu trabalho consiste em ajudar a professora, junto com a escola, no processo de inserção da criança que necessita de atendimento especial com as outras. Desenvolvemos um trabalho de convívio e interação social, em que elas possam receber diferentes meios de aprendizado”, revela. A cuidadora destaca a importância de participar do encontro para capacitação de sua atividade.

O III Encontro de Formação Continuada também contou com a participação das professoras das Salas de Recursos Multifuncionais (SRM). As formações estão acontecendo nos turnos da manhã, das 8h às 11h30, e tarde, das 13h às 16h30, no Cefoc.

Texto e foto Laerte Santana