8 ª Conferencia Municipal aprova 129 propostas de políticas públicas para a saúde

Por:Danilo Magalhães
8  Conferencia Municipal aprova 129 propostas de polticas pblicas para a sade06/04/2019 12:00 Foto:Danilo Magalhães

 A 8ª Conferência Municipal de Saúde de Lauro de Freitas, encerrada na tarde desta sexta-feira (05), elegeu oito delegados e três suplentes que representarão o município na 10ª Conferencia Estadual de Saúde, que ocorrerá em junho. Quatro representam a sociedade civil, dois os trabalhadores de saúde e dois a gestão municipal. Também foram aprovadas 129 propostas de políticas públicas para o Sistema Único de Saúde (SUS), dessas, 20 serão encaminhadas para a etapa estadual.

As sugestões foram subdividas em três eixos, Saúde como Direito, com 29 propostas, entre elas, a implantação de maternidade pública, em Lauro de Freitas, garantir a acessibilidade nos serviços de saúde e a implantação e efetivação de conselhos de saúde em todos os bairros; Consolidação dos Princípios do SUS, com 78 indicações como a expansão da descentralização do Sistema de Regulação, criação de aplicativo com informações para o usuário, a exemplo de disponibilidade de medicamentos na rede, e garantia da realização de concurso público para atualizar o quadro permanente.  

O terceiro eixo, Financiamento Adequado e Suficiente para o SUS, aprovou 22 sugestões, entre elas a autonomia plena do gestor municipal da saúde ´para gerir o recurso financeiro do Fundo Municipal, a implantação do Prontuário Eletrônico do Cidadão (PEC) e a ampliação de recursos federais para a Rede de Atenção Psicossocial (RAPS). “As propostas aprovadas, indicaram realmente políticas públicas que devem ser adotadas pelo SUS”, afirma a presidente do Conselho Municipal de Saúde, Cibele Isaura.

O usuário e delegado eleito para etapa estadual, Antônio Roberto, disse vai representar Lauro de Freitas para defender as propostas do município. “Vamos lutar por um SUS igualitário para todos e tentar representar o município na etapa nacional”, afirmou.

A moradora de Lauro de Freitas e usuária do Sistema, Conceição Estrela lembra que para se ter uma saúde pública de qualidade é necessário a harmonia dos três poderes.” Temos que deixar de lado as brigas políticas e juntar as gestões municipais, estaduais e federal em prol de um SUS que realmente funcione, como efetivamente deve ser, com respeito e servindo a todos com excelência”, alerta Conceição.

Delegados

Para representar a sociedade civil foram eleitos quatro usuários do SUS, Anaildes Campos Senna, Cleide Rezende, Antônio Roberto; Silvana Cerqueira e Jamile da Silva ficaram na suplência.Representando a gestão municipal os servidores Aline Mendes e Meireane Lima serão os delegados e Iris Neide a suplente. Sema Souza e Sonia Braga foram eleitos pelos trabalhadores de saúde e Maria da Conceição Arcanjo, ficará na suplência.