Prefeita se reúne com pais e mães de crianças com microcefalia

Por:Mariana Cedrim
Prefeita se rene com pais e mes de crianas com microcefalia07/02/2019 18:00 Foto:Edgard Copque

A prefeita de Lauro de Freitas, Moema Gramacho, se reuniu com pais e mães de crianças com microcefalia nesta quinta-feira (7), em encontro organizado pela vereadora Mirian Martinez, na Escola Municipal Solange Coelho. Após ouvir as demandas, a gestora apresentou propostas e se comprometeu a encaminhar solução para as questões apontados.

 “A reunião foi bastante positiva. Vamos buscar atender todas as reivindicações para melhorar a qualidade de vida das crianças. Uma coisa que tenho certeza que não falta pra elas, é amor. O sorriso no rosto de cada uma mostra que são muito bem cuidadas e muito amadas”, disse emocionada.

Para Mirian Martinez, “esse encontro com a prefeita foi o momento de colocar as angustias, questionamentos e necessidades das crianças com microcefalia. Estou muito feliz com esse momento. Agradeço a prefeita Moema Gramacho por ter atendido nosso pedido e se colocado à disposição para ajudar esses guerreiros e guerreiras”.

Avó da pequena Sofia Santos, 3 anos, Neuza Almeida relatou o quanto uma criança com microcefalia muda a realidade de uma família. “Em nome de Jesus que vamos conseguir tudo que pedimos. Estou muito emocionada com a sensibilidade da prefeita que disponibilizou seu tempo pra nos receber. Parei minha vida pra cuidar da minha neta. É uma luta diária, mas agora tenho fé que vai mudar”.

Representante do Departamento da Pessoa com Deficiência, Vander Santos, destacou a importância de ouvir o usuário independente da sua necessidade. “Fico feliz em ver a preocupação e compromisso da prefeita com essa parcela da população, já que também sou usuário (cadeirante). É importante essa troca de informações para que o poder público possa contribuir para melhoria da qualidade de vida também dos especiais”.

Em Lauro de Freitas, 12 crianças com microcefalia confirmada recebem acompanhamento de fisioterapia, neurologia e outras especialidades na Clínica da Criança, em Itinga. Dois outros casos ainda não têm diagnóstico fechado.