Prefeitura de Lauro de Freitas lança 4ª Mostra de Filmes Educa7

Prefeitura de Lauro de Freitas lana 4 Mostra de Filmes Educa712/04/2018 19:29

Histórias fictícias, da vida real ou documentários inéditos, serão contadas pelos estudantes de Lauro de Freitas, instituições de ensino, territórios de cultura e esporte, entidades na 4ª Mostra de Filmes Educa7 Minutos. O projeto, lançado nesta quarta-feira (11), no Cine Teatro, é desenvolvido pela Secretaria Municipal de Educação (Semed) em parceria com a Secretaria de Educação da Bahia. Os filmes inscritos serão avaliados seguindo os critérios da qualidade técnica e experimentação da linguagem audiovisual, com premiação dividida em categorias.

Segundo o gestor da Semed, Paulo Gabriel Nacif, a iniciativa visa estimular, fomentar e divulgar produções cinematográficas de curta duração - no máximo sete minutos – para promover a integração entre os estudantes. “Poderão participar grupos de jovens formados por no mínimo cinco e no máximo dez integrantes, a partir de 12 anos, residentes em Lauro de Freitas, matriculados na rede municipal ou estadual de ensino em qualquer segmento”, informou.

De forma leve a turma da Companhia de Teatro de Lauro de Freitas deu recado para a garotada permanecer alerta e cuidar do patrimônio escolar através da peça Edu e Cação. Na história dois alunos narram o cotidiano de uma escola onde os estudantes e funcionários tentam conter a depredação do patrimônio. Texto e direção de Tobé Veloso. Em seguida os alunos da escola Barro Duro fizeram uma apresentação artística.

Na plateia do teatro, mais de cem alunos de diferentes escolas de Lauro de Freitas assistiram às palestras que explicaram a dinâmica do Educa7. De acordo com o edital, o projeto está subdividido em cinco categorias: A – Cine Escola onde serão selecionadas 15 produções. Essa categoria é exclusiva para estudantes da rede municipal e estadual de ensino da cidade. Os jovens serão inseridos obrigatoriamente em aulas técnicas, visitas a campo e outras atividades oferecidas pela Semed. Para os interessados na categoria B – Território de cultura e esportes, a participação nas aulas de formação também será obrigatória. Os concorrentes desta categoria competem entre si.

Os alunos das escolas da rede privada do ensino fundamental e médio, universidades, faculdades e cursos de extensão de Lauro de Freitas terão como opção de inscrição na divisão C – Institucional. Serão selecionadas dez produções. As instituições de qualquer parte da Bahia poderão se encaixar no grupo D – Intermunicipal e ainda no grupo E- espaço especial para os pequenos na Mostrinha Educa Kids voltado para o público infanto-juvenil. “Nessa categoria não haverá competição, apenas a exibição dos curtas”, explica Gabriella Santana, diretora do Núcleo de Educomunicação da Semed onde o projeto foi desenvolvido.

As inscrições são gratuitas e seguem os critérios de escolha dos participantes nas categorias. Os interessados nas categorias A e B seguirão etapas até a finalização do processo que concluirá o cadastramento das equipes. A primeira fase para esse grupo de inscritos consta no envio da lista dos nomes de cada componente; após isso os estudantes devem participar das oficinas. Alexandre Sena, Idealizador do projeto, alerta que somente as equipes que tiverem concluído os roteiros serão homologadas através do endereço eletrônico https://docs.google.com/forms/d/1TGkYrta9WFJA9Mwsyw2Bqa1jquzuA.

Já para os estudantes que pretendem se inscrever nas categorias C, D e E os registros podem ser feitos até dia 13 de novembro de 2018, através do preenchimento e envio de formulários disponíveis somente pela internet em https://goo.gl/forms/4YrSF3GUSxlZ8wjE2. “Este ano ampliamos a oferta de oficinas. A primeira será de roteiro porque notamos durante a edição passada que a maior dificuldade dos estudantes era a criação da proposta de roteiro para o cinema”, contou.

A finalização e exibição dos filmes estão programadas para acontecer nos dias 26, 27 e 28 de novembro, no Cine Teatro de Lauro de Freitas, com a premiação dos curtas nas categorias A e B avaliados em melhor filme ficcional, melhor filme documentário, melhor atuação, melhor edição, melhor fotografia, melhor trilha sonora. Na categoria C e D o vencedor será o melhor filme e na categoria E não haverá premiação.

 

Jornalista Giovanna Reyner

Fotos: alunos do Projeto Educa7