Qualifica Mulher incentiva o empoderamento feminino em Lauro de Freitas

Por:Mariana Cedrim
Qualifica Mulher incentiva o empoderamento feminino em Lauro de Freitas08/04/2019 12:00 Foto:Lucas Lins

Dia da Mulher é Todo Dia. Este foi o tema da edição especial e ampliada do Projeto Qualifica Mulher, que promoveu mais um dia de valorização e fortalecimento do empoderamento feminino através do empreendedorismo. Realizado neste sábado (6), na Escola Municipal Dois de Julho, em Lauro de Freitas, a iniciativa da Secretaria de Trabalho, Esporte e Lazer (SETREL) contou com oficinas, roda de conversa, sessão de beleza e sorteio de brindes, além de encaminhamento para seleção de vagas de estágio.

Enquanto participava da oficina de sacolas de papel, Ângela Maria revelou o quanto aquele momento aumentou sua auto estima. "Tudo isso é um incentivo pra gente e uma oportunidade de aprender coisas novas. Acabando aqui ja vou pra outra atividade, não quero perder nada".

“O Qualifica Mulher é um programa que oportuniza a atualização profissional às laurofreitenses a respeito do mundo do trabalho de forma rápida e dinâmica, além de levar orientações sobre o acesso às oportunidades disponíveis no mercado, como uma importante ferramenta de inclusão socioprodutiva. O projeto é em alusão ao março, mês da mulher, não poderíamos deixar de homenagear a quem faz a diferença quando o assunto é o mercado de trabalho’’, destaca o secretário da Setrel, Uilson de Souza.

O Qualifica Mulher - Dia da Mulher é Todo Dia contou com a colaboração de empresas públicas e privadas para proporcionar um dia diferenciado para as mulheres de Lauro de Freitas. O Centro de Referência Lélia Gonzalez, instituição municipal ligada à Secretaria Municipal de Políticas para Mulheres (SPM), realizou uma roda de conversa onde explicou o funcionamento do equipamento e, com a participação da equipe formada por advogada, psicóloga e assistente social, colocou em debate quais são os caminhos para o enfrentamento à violência.

Tinha espaço para todas as idades e gostos. Stands de universidade para quem pretendia se iniciar na vida acadêmica, curso de vigilante para quem buscava uma qualificação e até oficinas de MDF, customização e sacolas para quem queria aprender uma maneira mais prática de gerar renda. Com tanta opção dona Alina Sales não sabia por onde começar. "São muitas oportunidades que ainda não consegui me decidir. Tô gostando muito de tudo", declarou a moradora de Areia Branca.