Instituições apostam no potencial do Universidade de Verão para fortalecer a educação

 
Instituies apostam no potencial do Universidade de Vero para fortalecer a educao

Um calendário de ações prioritárias e a realização de um Fórum de Discussão Social com lideranças comunitárias foi proposto para dar sequência a construção, em conjunto, do Universidade de Verão da Bahia (UVB), na manhã desta terça-feira (16), durante o segundo e último dia das rodas de diálogos e oficinas com foco na implantação do projeto. A ação, realizado no Centro Panamericano de Judô em Lauro de Freitas, é uma iniciativa da Secretaria Municipal de Educação (SEMED) em parceria com Instituições de Ensino Superior (IES) e Institutos Mpumalanga e Esporte e Educação.

Durante dois dias representantes de 12 universidades públicas estaduais e federais da Bahia e dos Institutos Mpumalanga e Esporte e Educação gerido pela medalhista olímpica Ana Moser, discutiram as possibilidades de contribuição acadêmica na ação. As propostas do governo e da sociedade civil também foram apresentadas. “Esse projeto vai deixar sua marca na história. Vamos dar o exemplo mostrando que é possível construir coletivamente um momento de tamanha riqueza cultural para todos”, declarou a prefeita Moema Gramacho.

O secretario da SEMED Paulo Gabriel Nacif explicou que o projeto é pioneiro no município e visa transformar espaços públicos da cidade em Campus onde serão desenvolvidas atividades de educação superior e básica com o objetivo de fortalecer a vertente em Lauro de Freitas. “Entre os dias 14 e 26 de janeiro de 2018 quando acontecerá o UVB, nossa cidade se transformará num grande centro acadêmico com espaço para os mais diversos debates. Nós estabelecemos parcerias com as universidades públicas da Bahia e instituições que se comprometeram em contribuir com o projeto”, disse.

Cada IES mobilizará a pró-reitoria de extensão para apresentar a proposta do Universidade de Verão e defender as temáticas destinadas a cada professor interessado. “Essa experiência será rica para cada instituição. A extensão também será responsável pela mobilização. Todos estamos comprometidos com a proposta”, garantiu a professora Lucia Marisy, da Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf). Para o reitor da Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB), Naomar Almeida, o potencial do Universidade de Verão da Bahia é firmado a partir do planejamento. “É esse momento de construção que fará com que o Universidade de Verão da Bahia ganhe a reputação que almejamos”, declarou.

A prefeita Moema Gramacho se comprometeu em garantir a transversalidade entre as secretarias municipais para potencializar a execução do UVB. “Contamos também com o apoio e o suporte da Câmara de Vereadores. A demonstração da nossa interação está justamente na presença de vereadores e secretários da gestão neste evento. Já estamos construindo coletivamente com cada um colocando suas ideias”, ressaltou.

As Universidades de Verão são atrações em países, sobretudo na Europa e Ásia. Estão ligadas ao conceito da educação ao longo da vida, que defende o contínuo da aprendizagem em todas as fases da vida e nas mais variadas abordagens. O projeto de UVB propõe a realização de cursos, conferências, palestras, roda de conversas, mesas redondas em todos os campos do conhecimento, ao lado de concertos, representações teatrais, cinema, recitais, atividades desportivas.

Conexões democráticas
para uma cidade educadora

"A Universidade de Verão (Univerão) 2018 tem como tema “Conexões Democráticas para uma Cidade Educadora” e acontecerá de 13 a 21 de janeiro na cidade de Lauro de Freitas. Será um prazer receber a comunidade educativa e participantes em geral dentro da estratégia de ativação dos territórios escolares, visando à construção de uma Cidade Educadora."